Nossos Princípios

Quem somos

O Difusão Libertária é um coletivo de agitação e propaganda anarquista.

Entendemos propaganda como tudo aquilo que contribua, no campo do simbólico e da cultura, na divulgação dos princípios do Anarquismo enquanto corrente socialista; a saber: atividades no campo do lazer, desde que sob uma ótica libertária e, de preferência, junto aos explorados e oprimidos (exs: gincanas, futebol, piquenique, etc), divulgação de material anarquista (exs: vendas e publicacao de livros, calendários, camisetas, etc), palestras, exibição de vídeos, entre outros. A agitação, portanto, para nós, é diretamente ligada à propaganda.

Devido a orientação cultural e de propaganda não nos caracterizamos como uma organização política que vise inserção social, o que não nega nosso apoio e solidariedade junto a comunidades periféricas e associações de trabalhadores (sejam sindicatos ou movimentos reivindicativos de conquista de direitos). Isto significa dizer que não iremos agir no sentido de aglutinar e nos organizarmos nestes movimentos e organizações de base, mas antes contribuirmos no que for possível para a sua propaganda e reforço, tais como cartazes, panfletos, cartilhas, etc, assim como oficinas ligadas ao nosso eixo.

É do nosso absoluto interesse e preocupação apoiar e construir eventos que difundam o Anarquismo enquanto corrente socialista.

A propaganda realizada pelo Difusão Libertária dialoga tanto com espaços acadêmicos e de ensino formal (escolas), quanto com bibliotecas (especial ênfase às comunitárias), ONG´s, associações de moradores, grupos de jovens, setores religiosos progressistas, etc, construindo pontes que fomentem o debate no sentido da transformação radical da sociedade, tendo como espinha dorsal o fortalecimento do campo libertário e anarquista.

Nossos princípios

O Difusão Libertária se reivindica como coletivo anarquista com base nos seguintes princípios socialistas, a saber:

Autogestão: método anticapitalista e antiestastista de gestão socio-econômica. Os meios de produção e tudo aquilo que envolve a vida em comunidade devem ser geridos pelo conjunto dos membros, que contam com igualdade de direitos. A horizontalidade, responsabilidade militante e participação de todas/os são princípios necessários para o exercício desta. Não aceitamos financiamento de entidades (governo, partidos políticos, ONGs) pois defendemos a nossa autonomia tanto politica quanto econômica.

Democracia de base: todos os/as militantes devem possuir o mesmo direito a voz e decisão. Acreditamos na horizontalidade e que mesmo havendo cargos e responsabilidades diferenciadas, líderes não existem, e todos/as devem ter acesso às informações e à execução das tarefas. Será estimulada internamente a rotatividade e a revogabilidade dos cargos exatamente para que não haja a cristalização nessa ou naquela pessoa e para que todos experimentem um pouco de cada tarefa desenvolvida pelo coletivo. Compreendemos o método democrático de decisão como algo complementar e necessário à autogestão e intrínseco ao modelo de gestão anarquista da sociedade.

Apoio mútuo: é um princípio do Difusão Libertária exercer a solidariedade ativa nas lutas, pois acreditamos que só através do apoio mútuo e da solidariedade efetiva entre explorados e oprimidos é que conseguiremos dar vida aos princípios do Anarquismo.

Responsabilidade coletiva: entendemos a disciplina militante como o livre-acordo adotado pelos/as militantes em relação à organização e aos/às companheiros/as. Um/a militante é ao mesmo tempo parte da organização, assim como a organização é a representação dos/as militantes. Deve existir uma “disciplina fraternal”, nas palavras de Makhno, para garantir a execução das propostas – e não sua permanência no campo teórico – pois só assim podem ser garantidas mudanças sociais. As responsabilidades tomadas frente ao coletivo devem ser levadas a termo, pois, afinal, foram elas livremente acordadas. A existência de indivíduos no coletivo não deve ser confundida com individualismo, e irresponsabilidade não pode ser justificada pela simples individualidade.

Ética militante: O compromisso que todo militante deve demonstrar e respeitar é fundamental. Nele devem se refletir a coerência entre vida e ideologia – o Anarquismo nem é mera teoria, nem é mero “estilo de vida” – e são fundamentais a responsabilidade política e o respeito mútuo.

Perspectiva classista de luta: acreditamos na luta de classes enquanto combate entre classes sociais de interesses antagônicos, reafirmando a nossa identidade como trabalhadores/as e povo oprimido. A nossa luta é por uma sociedade sem classes, e portanto consideramos o classismo como um posicionamento revolucionário necessário diante da existência de classes sociais.

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: